sábado, 21 de maio de 2016

A Função Social da Prostituição

Pornstar que um dia será devidamente degustada por El Rei

Nobres confrades da Blogosfera Financeira e do Submundo Putanhístico,

Este é um post que tenho vontade de publicar há um bom tempo. Fico muito impressionado sobre como as pessoas tratam com preconceito e falso moralismo o mercado do sexo pago. Religiosos fervorosos diabolizam garotas de programa, sendo que muitos utilizam de seus serviços na surdina ou mesmo traem suas esposas com amantes fixas. Feministas puritanas demonizam os clientes homens, como se as mulheres fossem seres angelicais e não escolhessem vender sexo por opção e prazer. Políticos que, na grande maioria dos casos, estão entre os maiores clientes das moças, recusam-se a regulamentar o mercado (ou ao menos não repreendê-lo). Toda essa rede de hipocrisia apenas serve unicamente para alimentar o círculo vicioso dos crimes sexuais, da corrupção de menores, do tráfico de mulheres, das propinas a autoridades públicas e da estigmatização dos clientes e das profissionais. Eu tenho a mais absoluta convicção de que se o assunto fosse debatido de forma séria e encarado como uma forma de serviço social, as mazelas anteriormente citadas seriam reduzidas a níveis mínimos.

Mas, afinal de contas, qual seria a função social das nossas amadas sacerdotisas do amor? São várias, mas vou citar apenas as mais relevantes.

1) Acabar com a Assimetria Sexual nas Relações Interpessoais:

Mas do que você está falando El Rei?! É algo simples, jovem mancebo: no mercado sexual, as mulheres controlam a oferta de sexo, selecionando de forma instintiva apenas os homens mais aptos a cuidar da prole. Entre os animais selvagens, tal característica é facilmente observável através dos embates - muitas vezes mortais - entre os machos, para que apenas o mais forte tenha o privilégio da transmissão de seus genes. Na espécie humana, tal característica hipergâmica se dá com a exclusão do mercado sexual dos feios, deficientes, velhos e pobres. Aos excluídos, restam pouquíssimas opções de afeto e a prostituição vem, justamente, servir de válvula de escape para essas pessoas. Alguém aí já parou para se colocar no lugar de um anão pobre? Ou do gênio da física Stephen Hawking (que é frequentador assíduo de clubes de swing)? São pessoas que, a despeito da condição física degradante, ainda possuem hormônios e desejos (carnais ou não) que merecem ser saciados. Por outro lado, há mulheres livremente dispostas a saciar tais desejos por preço e prazo previamente acordados. Num mercado onde a demanda (homens) é muito maior que a oferta (xoxotas), as acompanhantes representam a medida anti-hipergâmica perfeita para coibir a hiperinflação da economia putanhística.

Sair com GP é o verdadeiro tapa na cara das atuais fêmeas hipergâmicas inflacionárias

2) Reduzir Crimes Sexuais e o Tráfico Humano:

A testosterona é um hormônio poderosíssimo e é a grande responsável pela insaciável libido masculina. Tanto que mulheres que fazem uso da fórmula sintética para fins esportivos logo experimentam um grande aumento do desejo sexual. Você, homem, sabe como é a dor física da abstinência sexual. É uma tortura ter de suportar toda a ansiedade, o tremor das pernas, a falta de concentração, a onicofagia, os pensamentos desconexos e as dezenas de ereções involuntárias diariamente. O instinto reprodutor é tão forte no homem que é frequente que religiosos violem votos sagrados de celibato e pratiquem os mais repugnantes atos para se saciarem. Imaginem toda essa força da natureza imposta sobre uma mente masculina fraca e vivendo num país onde o sexo só é permitido após o casamento e a prostituição é punida com a mais terrível crueldade. Pronto: temos a fórmula para os estupros coletivos e legalizados praticados em diversos países fundamentalistas e religiosos! Na Índia, por exemplo, o estupro é tão relativizado que maridos que violentam suas esposas não podem ser punidos. A exploração sexual via tráfico humano, ao menos em tese, poderia ser reduzida caso o mercado sexual recebesse a atenção estatal, pois homens poderiam frequentar bordéis certificados e as profissionais poderiam se organizar em um sindicato da categoria. Um homem privado de sexo é uma verdadeira bomba-relógio. Tal fato, aliado à assimetria sexual, só tende a contribuir para o agravamento dos casos de violência contra a mulher.


3) Preservar Casamentos:

Sim, isso mesmo! Ao contrário do que diz o senso comum, a existência de garotas de programa é um fator decisivo para preservar casamentos; não para dissolvê-los. A monogamia é uma imposição social e antinatural, o que torna a maior parte dos casamentos extramente enfadonhos com o passar dos anos. O interesse sexual diminui, seja pela falta de novidade, seja pela redução da atratividade devido ao envelhecimento do parceiro. Não é sem motivo que a esmagadora maioria dos clientes das garotas de programa (algo como 9 em cada 10 homens) é composta de homens casados. Não é necessário dissociar a família, traumatizar a esposa e os filhos ou cindir o patrimônio. Além do mais, apenas para o alívio momentâneo da chatice conjugal, as profissionais são muito menos arriscadas que amantes fixas, já que as primeiras são totalmente discretas, sendo que as segundas sempre sonham em tomar o lugar da esposa oficial.

Também não se pode ignorar o entretenimento proporcionado aos que desejam realizar uma fantasia sexual. Podem ser casais ou apenas homens solitários, mas o fato é que certos fetiches não podem ser compartilhados com a esposa. Já ouvi diversas histórias no Submundo Putanhístico, muitas hilárias, mas que fazem parte da psiquê humana e não devem ser tratadas com desdém. Há homens que gostam de ser penetrados por mulheres. Outros gostam de ser tratados como crianças. Há os que curtem lingerie feminina. Muitos casais querem apenas uma relação a três sem compromisso. Esses comportamentos não representam de maneira alguma uma frivolidade sem nenhuma importância. Pelo contrário, dar vazão a tais desejos, de forma controlada e consensual, é uma forma de realização pessoal. Ninguém respeita mais os desejos humanos como nossas sacerdotisas do sexo.

Quem nunca imaginou uma enfermeira desse jeito que atire a primeira pedra!

Portanto, nobre leitores, espero que esse post sirva para provocar uma reflexão séria sobre esse polêmico assunto. Apesar de ser à favor da regulamentação da profissão de acompanhante, não estou aqui a estimular e nem a glamourizar essa atividade. A imensa maioria das GPs, mesmo as de luxo, pensa em largar a atividade um dia e ter um emprego "comum", já que, mesmo legalizada, a vida de uma garota de programa exige dela uma grande renúncia, como praticamente inviabilizar relacionamentos amorosos (algo em nada diferente com o que ocorre com milionários). Por isso, não seria mentira afirmarmos que nossas meninas são mesmo sacerdotisas, já que fazem jus a esse título praticando um verdadeiro celibato às avessas.

Concordam? Discordam? Deixem suas opiniões nos comentários!

Jack Johnson - Flake

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Atualização Mensal - Abril de 2016 e TD com a Monumental Fábia Gouveia

Atual ex-Futura Primeira Dama do Ministério do Turismo: Bela, Recatada e R$ 800/h

 Salve povo da Blogosfera Financeira e do Submundo Putanhístico!

Abril foi mais um excelente mês para a bolsa brasileira, com o índice dando continuidade à forte alta iniciada em janeiro. A Câmara dos Deputados (e agora também o Senado Federal) autorizou a abertura do processo de impeachment da mais incompetente presidente da história do País. Quando me perguntam se eu acho que agora a crise vai acabar, eu digo que não sei, mas que até um chimpanzé sentado na cadeira de presidente se sai melhor do que a nossa "queridanta".

Estou gostando cada vez mais da terapia individual. Às vezes me sinto confuso com certas decisões que preciso tomar, mas consigo ver as coisas com mais clareza, além de me sentir mais no controle de mim mesmo. É fato que eu estava completamente fora dos trilhos e fiz muita merda por causa disso. A confusão na Blogosfera não foi nada perto de toda a turbulência que vivi até o ano passado. Se tivesse procurado aconselhamento antes, talvez teria poupado muitos dissabores, inclusive financeiros. Bom, passado é passado. Fuck it!

Uma coisa ruim é que perdi o ritmo da dieta e exercícios. O resultado é que já estou sentindo algumas roupas mais apertadas (na cintura, obviamente!). É algo que pretendo retomar o quanto antes!

A espetacular Fábia Gouveia... Sou BOP dela assumidamente, descaradamente, apaixonadamente. Resolvi relatar minha experiência com esta GP, que é de longe a minha preferida, por conta das fotos caseiras dela que viralizaram no Whatsapp recentemente. Nos divertimos muito com isso (kkk!). Como já a conheço faz algum tempo, vou narrar aqui o encontro mais marcante, que foi o primeiro, no motel de nome de bichinho de pelúcia.

Bom, eu já conhecia a fama dessa gata através dos TDs (muitos TDs) positivos relatados em todos os grandes fóruns do Submundo Putanhístico. Portanto, ela já estava em minha fucking list há tempos e eu apenas esperava por uma oportunidade de conhecê-la. Não que marcar com ela seja difícil, mas é que nossas agendas estavam sempre em conflito, já que ela viaja bastante e, pasmem, tem renome internacional. É sério, eu vi fotos desse espetáculo de mulher em Ferraris e até mesmo iates luxuosíssimos. Sim, o tempo dela é bastante exclusivo e muitos foristas pobres reclamam do valor do cachê. Como BOP assumido, quanto menos clientes, melhor. Inclusive, coloquei na balança se deveria relatar aqui meu TD com ela. Ok, sei que soa ridículo ser possessivo com GPs e é por isso que os BOPs são tão odiados... kkkk!

Os contatos prévios no Whatsapp foram breves e diretos. A moça já deixa claro que não gosta de ficar batendo papo de bobeira. Eu também não sou de ficar enchendo o saco das meninas, mas gosto de avaliar o pré-atendimento. Achei a Fábia um pouco fria inicialmente, mas depois compreendi que, por ser altamente requisitada e ter uma clientela fiel de alto nível, ela não gosta de desperdiçar tempo com onanistas de plantão. Para não levar um ban logo de cara e por já saber que o desempenho dela provavelmente seria satisfatório (através dos TDs), marquei rapidamente para o dia seguinte ao contato. Chegando ao local, enviei mensagem e recebi como resposta que ela chegaria levemente atrasada nos 30 minutos standard. Chegou antes, com cerca de 15 minutos de atraso. Chegou com uma roupa muito comportada, que escondia todas as suas formas. Parecia uma daquelas advogadas de terninho que circulam pelo Centro do Hell de Janeiro. Quando olhei o rosto, gostei muito do que vi. Uma bela morena de traços marcantes. No antigo blog dela, ela se definia como de beleza exótica, um misto de asiática, indígena e venezuelana! kkk! Eu achei o rosto bonito, expressivo, com lábios grossos, destacados por um batom vermelho intenso. Os cabelos são exatamente do jeito que gosto: longos, lisos e negros! Ela usava uma desnecessária lente de contato verde. Deu-me um leve selinho, guardou as coisas e pediu para usar o banheiro. Mantivemos um diálogo ameno e descontraído sobre a merda que é o trânsito do Hell de Janeiro.

Feitas as apresentações iniciais, a Deusa me volta do banheiro com uma lingerie vermelha espetacular! Agora sim, eu pude apreciar a perfeição que é aquela mulher! A Fábia é grande, cavala mesmo! O corpo dela é praticamente idêntico ao da modelo que ilustra o post, porém é bem mais bonita de rosto. Tudo é "ão": coxão, rabão, peitão! Porém, a cintura é fina, o que deixa o conjunto da obra totalmente harmônico. Apesar do tamanho, começou as carícias de forma muito delicada. Veio beijar e, apesar de eu já ser relativamente antigo na vida putanhesca, senti algo novo ali. Ela tem a boca muito macia e beija gostoso demais, sem pressa nenhuma, com gemidos baixinhos. A química foi tão intensa e instantânea, que tive que elogiar, ouvindo dela que nossos lábios se casaram perfeitamente. Tirei a roupa, ficando só de cueca e banho é o CARALÉO! Como todos sabem, eu sempre tomo banho na frente da moça para demonstrar higiene, mas não tinha nada que me fizesse parar de beijar aquela gata. Fiquei um bom tempo ali, apenas explorando lábios, pescoço e o corpo dela, sem tirar a lingerie. Finalmente, resolvi explorar os seios e, novamente, CARALÉO: grandes, firmes e perfeitos. Claro, siliconados, mas lindos e gostosos de chupar. A maior cavala que já tracei foi uma pornstar, cujos peitos eram bem grandes, mas confesso que um pouco exagerados e eram divertidos de mamar pelo fetiche. Os da Fábia, pelo contrário, são lindos e os acariciei e chupei devotadamente. Ela gostou bastante e, num dado momento, enfiou a mão por dentro da calcinha e começou a se masturbar enquanto eu a beijava e chupava os peitões. Não preciso mencionar que a essa altura El Príncipe já gotejava de tesão. Desci devagar e fui beijando as coxas. Tirei a calcinha e me deparei com uma vulva suculenta, depilada, de lábios convidativos e generosos. Pelo olhar, fui instado por ela a chupar la poderosa e, obviamente, não refuguei. Comecei devagar, procurando as bordas, margeando os grandes lábios, bem carinhoso. A moça não aguentava e esfregava o clitóris na minha cara. Fui lambendo a alternando paletadas com a língua com movimentos de leve sucção. Ela gemia bastante, rebolando e se contorcendo e, por vezes, pressionando minha cabeça contra seu corpo. Eu coordenava as chupadas com as carícias nos seios. Ela mordia os lábios, gemia e soltava umas sacanagens bem legais. Ficamos assim por bastante tempo e não me importei de ser instrumento de prazer daquela mulher espetacular. Ela gemeu e começou a exclamar "assim, filho da puta, vai!",  ficando toda sensível depois longos minutos. Interessante é que até para xingar ela é delicada, não deixando a transa ficar agressiva. Se empolgou tanto que tivemos que diminuir a temperatura do ar, já que ela começava a suar.

Uma das fotos da minha deusa que viralizou. Por vezes, ela vinha com uma historinha fake de nudes vazados. Mas são fotos caseiras que ela mesma publica em seu Twitter

A visão daquele furacão tendo um orgasmo na minha frente por si só já teria valido o investimento, mas o melhor ainda estava por vir. Foi a vez dela comandar. Mais beijos suculentos, dessa vez me masturbando simultaneamente. Desceu até El Príncipe e elogiou o tamanho, a consistência e a aparência. Tirando o tamanho (estou acima da média, mas sei que não sou nenhum negão da picona), ela certamente foi sincera em tudo, pois a tora estava com veias salientes e fervilhando de tesão. Começou a chupar devagar, olhando-me dentro dos olhos. Eu a encarava e pensei por um instante que o momento só não era perfeito por conta das desnecessárias lentes de contato verdes. Foi mamando com carinho e técnica apurada e, tal qual na anedota do personagem Paulinho do Gogó, descendo molhado e subindo secando. Gozar? Sim, eu queria. Mas não podia, não agora! Procurei relaxar e fechei um pouco os olhos para me distrair daquela visão carregada de erotismo animalesco. Com isso consegui controlar a ejaculação. Ela passou a dar atenção especial às minhas bolas, o que é sempre um momento tenso, já que nem toda mulher sabe chupar bem um saco. Não poderia ter sido diferente: chupada no saco perfeita, acompanhada de punheta, gemidos e palavras de sacanagem. Pedi cavalgada e ela encapou rapidamente El Príncipe. Veio por cima e que visão! Cavalgou com volúpia e sofreguidão. Rebolou, gemeu, suou (mais ainda!). Fiquei totalmente hipnotizado! Depois de alguns minutos, ela me pede para comê-la de quatro e, claro, obedeci com gosto. Ela comandava a transa com maestria e eu me sentia um jovem mancebo, feliz em ser submisso aos desígnios daquela Deusa do Sexo. Quando se colocou na posição fundamental, eu pude bombar com vontade e contemplar aquela bunda perfeita. Ela gemia, puxava o lençol, apertava o travesseiro. Às vezes me dava uns tapas na coxa e parece que adivinhou que eu curto isso... kkk! Inevitavelmente, o orgasmo chegou e jateei com força, lamentando por não segurar por mais tempo. Uma última surpresa foi sentir levez mordiscadas da bucetinha dela em meu pau enquanto eu tinha os espasmos pós-ejaculatórios. Eu achava que era apenas propaganda ou exagero nos TDs, mas ela realmente sabe fazer um leve pompoarismo. Eu entendi o motivo de a Fábia ser uma lenda do submundo putanhístico carioca. E assim nascia mais um BOP meloso...

Infelizmente, não rolou segundo tempo nesse primeiro encontro, por conta de compromissos que eu tinha. Contudo, nunca houve um encontro com a Fábia em que não saísse com um sorriso equatorialmente desenhado no rosto. É simplesmente a melhor GP do RJ e, provavelmente, do País.

Fim da putaria, vamos aos números, Lord Commander!


Rendimento da carteira de ações: +6,80%
Acumulado no ano: +25,92%

IBOV em abril: +7,70%
Acumulado no ano: +24,36%

Ótima rentabilidade e em linha com o IBOV se computarmos os proventos recebidos. Conforme plano, adquiri mais 1k de GGBR4, mas ela corrigiu em seguida. Vou prosseguir com a meta de fechar 10k de ações dessa empresa. Balanços até agora estão sem muitas surpresas, com destaque positivo para Cielo (eu disse sem surpresas, né?). Dados calculados de acordo com a planilha do ADP.

Evolução Patrimonial consolidada:



Ótima evolução patrimonial de R$ 50 mil absolutos, com aporte de R$ 6 mil. Reparem que eu abri uma posição comprada em opções. Comprei a seco 600 PETRE10 a 50 cents. Entre idas e vindas, já sabemos que viraram pó. Vou sossegar, pois minhas parcas incursões em trades tem tidos resultados horrendos, com péssimos critérios de saída. Recebi bons proventos no mês.

Resumo:
Aporte do mês: R$ 6 mil
Operações: Compra de 1.000 GGBR4 a R$ 8,25
Proventos: R$ 4.669,42 oriundos de TAEE11, CCRO3 e BBDC4 - média mensal em 2016 igual a 17,82% do salário - meta: 100%

Halestorm - Here's To Us

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Atualização Mensal - Março de 2016



Salve, salve Blogosfera Financeira e todo Submundo Putanhístico!

Atualização está um pouco atrasada devido a problemas técnicos e também por falta de tempo. Meus caros, o Brasil está na lama e em breve será vendido bem baratinho. Se eu não tivesse me preparado para esse cenário desde setembro do ano passado, segurando os aportes e reforçando meu colchão de segurança, provavelmente eu estaria agora em uma situação muito precária. Com ou sem impeachment, o funcionalismo público em todas as esferas irá amargar um longo período de duras penas e dissabores.

Contudo, a possibilidade de impedimento da presidente de falas desconexas despertou uma forte subida do IBOV. Minha carteira foi à reboque e registrei um recorde positivo de rentabilidade. Fiz um aporte padrão de R$ 5 mil para aumentar minha posição em GGBR4. Ao contrário de muito valorosos colegas de Blogosfera, eu considero esse papel a compra da década e pretendo dobrar minha posição nos próximos meses.


Minha reação ao fazer o fechamento mensal e ver o patrimônio aumentando o equivalente a um Audi A3

Finalmente, venci a preguiça e iniciei a terapia individual com uma psicóloga. Por incompatibilidade de horários, não consegui agendar com a profissional que desejava inicialmente, mas, seguindo a indicação dela, já fiz quatro sessões com uma colega de turma dela. É uma moça iniciante e bem mais jovem do que eu. Tentei não deixar transparecer, mas senti que fui tomado por uma aura de arrogância, pois realmente pensei que alguém com bem menos idade não pudesse compreender a suposta complexidade de meus dilemas e tampouco me dar algum conselho útil. Que bom que me enganei terrivelmente. A psicóloga me ouve atentamente, apesar de eu estar com bastante dificuldade para me abrir. Ela me confronta com perguntas intrigantes e abstratas, porém extremamente simples, o que estimula a prática de autoconhecimento e reflexão (algo como a maiêutica socrática). Não, eu não vou encontrar respostas prontas ali, mas acredito que vou encontrar o caminho para saber o motivo de não ter superado certos dilemas do passado. Ao que tudo indica, estou preso em um grande e vicioso ciclo de eterno "mimimi" devido a não ter atingido metas que fiz há vários anos, culpando excessivamente a terceiros que me atrapalharam, utilizando-os como desculpa para minha atual inércia e falta de energia na persecução de minha evolução pessoal (vide bucket list aqui).

Onanistas de plantão ficarão frustrados, mas como já choraminguei demais, vou deixar o TD com a dançarina de funk para o próximo post. Agora vamos para os resultados do mês:



Rendimento da carteira de ações: +16,58%
Acumulado no ano: +18,11%

IBOV em março: +16,97%
Acumulado no ano: +15,47

Rendimento espetacular e muito próximo ao índice. Conforme mencionado acima, fiz aporte regular de R$ 5 mil e adquiri 1.000 GGBR4. O alvo é ter 10 mil papéis. Ainda houve um trade fail em WINJ16, onde perdi cerca de R$ 700, depois de estar lucrando R$ 1.400. Foi o problema de sempre: alvos longos sem ajuste da operação. Valeu a boa discussão com o colega . Dados calculados de acordo com a planilha do ADP.

Evolução Patrimonial consolidada:




Entrou um A3 Sportback na conta. Se temos um fundo histórico e o IBOV virar para uma tendência de alta, os próximos anos serão muito interessantes. Acho praticamente certa a queda do atual governo. É o único jeito de começarmos a sair desse lamaçal imundo onde nos enfiamos até o pescoço.

Resumo:
Aporte do mês: R$ 5 mil
Operações: Compra de 1.000 GGBR4 a R$ 6,28
Proventos: R$ 3.305,05 oriundos de CIEL3 e BBDC4 - média mensal em 2016 igual a 12,11% do salário - meta: 100%


Disturbed - Stricken

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Atualização Mensal - Fevereiro de 2016 e TD com a Ninfeta de Campo Grande

Eita morena deliciosa cheia de sardinhas!
Olá nobres confrades da Blogosfera Financeira e do Submundo Putanhístico!

O mês de fevereiro foi muito bom para a bolsa brasileira. Quem costuma acompanhar notícias certamente ficou confuso, pois houve bastante volatilidade no preço das ações. Minha carteira também teve uma ótima alta, ficando, porém, abaixo do índice. E chegamos em março, mês de declarar o IR, então preparem o KY, pois lá vem a empurradinha do leão...


Ou da leoa, tanto faz!

Tive um carnaval sem grandes emoções. Resolvi segurar as despesas e, portanto, não fiz nenhum passeio sofisticado ou inovador. Apenas me reuni com amigos (esses sem grana mesmo) e tomamos umas cervejas em casa, com churrasco e pôquer casando só "vintão". Mesa six-handed full e não levei nada além de diversão, pois meu QQ perdeu num all-in pré-flop para um TT de jogador maluco que achou o set no river. Não sacrifiquei TDs, mas, aproveitando que estou afastado da GP top fixa, aproveitei para fazer algo que não faço há muito tempo: desbravar novas moças! Quem acompanhou os posts sobre como escolher uma GP de anúncio (leia aqui), sabe que sou conservador e raramente arrisco sair sem ler alguns relatos da candidata antes. Ocorre que resolvi experimentar uma rede social nova (ainda vou fazer um post a respeito) e peguei o contato de cinco mulheres lindas de lá. Duas já foram devidamente traçadas, sendo que a primeira delas será relatada aqui.

Conforme dito acima, o contato inicial com essa moça foi por uma rede social nova e não pelos já tradicionais canais do submundo putanhístico virtual, como o Barra Vips e o Rio Sex Site. Minha experiência como um todo nessa rede não foi boa, já que 95% dos perfis são fakes. Essa moçoila que saí se cadastrou com o nome real e também me passou seu Facebook verdadeiro, o que me fez ter certeza de que não se tratava de uma fake. Por whatsapp, ela me mandou, inicialmente, mais fotos de rosto. É uma jovem universitária de 18 anos, escrita escorreita e bem articulada, rosto juvenil com expressão suave e inocente, cabelos pretos e lisos muito bem cuidados e sensuais. Conforme a conversa foi esquentando, pedi fotos mais ousadas e fui correspondido. Não tive dúvidas e marquei um encontro. Então veio a surpresa: a moça disse que eu seria seu primeiro cliente! Achei essa situação muito interessante e, ao mesmo tempo, fiquei temeroso pelo desempenho da moça. Eu queria meter gostoso numa bucetinha novinha e rosada; não queria lidar com uma menina nervosa e arrependida de estar ali! Por outro lado, nunca tido sido o primeiro cliente de uma GP. Resolvi ser o bom samaritano e perguntei se ela realmente sabia o que era ser garota de programa. Ela era jovem, não era paupérrima, fazia faculdade particular com apoio da família e não tinha um filho para sustentar. Disse-lhe que uma vez que se começa a ganhar dinheiro com programas - e ela ganharia muito -, fica muito difícil de largar tudo depois. Caso, ela se apaixonasse por alguém, seria quase impossível conciliar esse trabalho com um relacionamento. Deixei claro que o tempo passa muito rápido e, quando ela menos percebesse, já estaria com mais de 35 anos e sem perspectiva de ter outra vida. A moça agradeceu meus conselhos (deve ter me achado um "coroa" chato pra caralho!), mas disse que estava decidida. Ao ser perguntada sobre valores, veio com um inocente "não sei, quanto você costuma pagar?". Por ser novata, corpo natural e moradora de Campo "Longe" Grande, tenho certeza de que outro no meu lugar ofereceria o famoso "100zão". Pensei em como essa moça era sortuda em me encontrar, pois eu não seria um cara que iria explorá-la e nem zoar o Facebook real dela. Ofereci 500 reais por 3h, que é um valor justo, e ela ficou toda contente.


A mão da punheta chegou a tremer...

Marcamos no Motel Oklahoma e parti para Big Field. Longe demais, mas o desejo por novidade e aventura falou mais alto. Marcamos num shopping ali perto. Cheguei de carro e a moça me recebeu toda cheia de sorrisos. Pareceu-me mais nova que nas fotos e, por isso, cogitei até pedir para ver a identidade dela, pois caso fosse menor de idade, eu poderia ter problemas no motel. Porra, um funcionário público top como eu sendo flagrado num motel de Campo Grande com uma menor de idade seria até matéria de jornal trash. Respirei fundo e lembrei que já tínhamos falado bastante sobre assuntos de faculdade e a moça mostrou conhecimento. Fiquei excitado com a beleza e o perfume dela e não pedi documento porra nenhuma. Achei-a bem mais simpática pessoalmente e fomos engatando uma conversinha animada até o carro. Fiz a moça andar rápido, pois não queria perder a gratuidade da permanência. Economia mesquinha para quem em breve ia gastar uma grana relativamente alta, mas foda-se...

Chegando ao local, gostei das instalações. Motel bem legal, com quarto espaçoso e iluminação boa. Mesmo o quarto padrão tem uma área aberta que não sei para que servia e nem me interessei por explorar. Chegamos e quis me dirigir para tomar meu banho habitual pré-foda. Todavia, a moça não hesitou e partiu para os trabalhos, dando-me um longo e delicioso beijo enquanto eu estava sentando na cama tirando os sapatos. Ela beijava realmente muito gostoso e mostrou tanta iniciativa que eu duvidei - mas não falei nada - que àquele fosse mesmo o primeiro programa dela. Dane-se! A moça veio por cima e continuou com beijos molhados maravilhosos, gemendo e elogiando minha performance. Começamos a tirar a roupa freneticamente e eu já estava dominado pela testosterona. Só pensava em sentir o calor daquela bucetinha linda, que eu queria chupar até sair melzinho na boca. Fui por cima e passei a explorar o corpo, descendo até os seios, pequenos, duros e totalmente naturais. Peitos grandes de silicone são uma visão muito excitante, mas nada é melhor do que mamas naturais para chupar e acariciar. Fiquei um bom tempo perdido ali, alternando mamadas e carícias entre um e outro seio. Ela já estava punhetando meu pau com carinho e grande perícia. Foi então que pediu para "experimentar ele". Deitei-me e ela ficou de quatro enquanto começou a mamar. Aproveitei que ela é de baixa estatura e não tive dificuldades para alcançar com a mão a vulva que, a esta altura, já fervilhava de tesão. Comecei a dedilhar devagar e ela reagiu instantaneamente com uma expressão bem safada no olhar. Após alguns minutos, pedi a ela para fazermos um 69. Ela posicionou a bundinha arrebitada e perfeita na minha cara e caprichei nos movimentos bucais e linguais. A vulva era perfeita, rosácea, aveludada, sem cheiros e muito molhada. Ela se empolgou e passou mamar de forma brutal, mas com bastante técnica e lubrificação. Não senti nenhuma dor em El Príncipe. A coisa começou a ficar frenética, com ambos disputando o título de melhor performance oral. Eu não aguentei e entreguei os pontos! Como manda a ética putanhística do primeiro encontro, avisei que iria gozar, mas a moça não deu ouvidos. O jorro leitoso veio em seguida, com jatos longos e volumosos, seguidos de espasmos e urros, pois mesmo com a boca cheia de sêmen, a moça não parava de chupar. Quando desfaleci e fiquei totalmente relaxado, com o corpo inundado por um torpor indescritível, típico de orgasmos intensos e marcantes, ela dirigiu-se ao banheiro para findar a breve vida de meus gametas. Não sem antes me dirigir um olhar de satisfação e desejo que poucas mulheres sabem fazer.



Após ela voltar, ficamos deitados juntinhos e me senti meio que o pai da menina (rs). Conversamos, dei conselhos sobre a faculdade, sobre concursos, dividimos histórias sobre relacionamentos e casos em geral. Deu fome. O cardápio do motel tem opções interessantes e com preço abaixo da média dos lugares que costumo frequentar. Decidimos por um medalhão de filé mignon com arroz à piamontese. O prato não é nenhuma novidade para mim, mas me surpreendi o com preparo. Estava tão gostoso que não sobrou nada. E olha que veio bastante comida!

Voltamos para a cama e conversamos mais um pouco. El Príncipe mostrou uma fácil disposição para a retomada da luxúria, o que a moça não hesitou em elogiar. Voltamos a nos beijar com intensidade e boa comunicação. Voltei a explorar os belos seios da moça, mas eu queria mesmo era passar um bom tempo mamando a xoxotinha gostosa e apertada dela. E assim o fiz. Comecei os movimentos de forma bem suave, com a ponta da língua tateando o clitóris, enquanto a olhava por todo o tempo. Ela retribuía me fitando com olhares de prazer e gemidos baixinhos, acariciando meu cabelo e, por vezes, pressionando minha cabeça contra a vulva. Ela estava com bastante tesão, então introduzi um dedo e após alguns segundos, outro. Ela passou a se contorcer e a gemer com sofreguidão, enquanto eu, impiedosamente, massageava seu clitóris com a língua enquanto a penetrava com meus dedos. Após vários minutos, a moça gemeu bem alto e gozou gostoso em meus dedos. Ficou muito molhada e disse que eu estava de parabéns. Após, ela veio por cima e ficou me beijando por um tempo, enquanto acariciava meu pau, dizendo que estava doida para senti-lo dentro dela. Pedi camisinha e incomodou um pouco para colocar. Não sei se eu era realmente o primeiro, mas nesse ponto a moça se mostrou inexperiente, já que me deu a camisinha para que eu mesmo a colocasse. As GPs experientes colocam elas mesmas, já que não querem dar chance para o cliente colocar de forma errada e o preservativo estourar. Colocada a camisinha, ela passou um pouco de gel em mim e nada em si mesma. Vei cavalgando por cima e foi maravilhoso. Uma bucetinha quente, molhada e apertada demais. Logo me empolguei e comecei a acelerar o ritmo. Ela sentou com um vigor ímpar. Eu a ajudava com as mãos e ficamos assim por alguns minutos. Sem tirar El Príncipe de dentro, passei a guarda e fui por cima no PPMM. Comecei com estocadas firmes e vagarosas, mas logo passei a meter de forma viril, buscando o orgasmo. Estava gostoso demais e sentia que não iria demorar muito até gozar. Eis que ela me pede para comê-la de quatro e, ali, tive certeza de que iria finalizar. Comecei a bombar com força apertando aquela bundinha pequena e arrebitada enquanto contemplava o rosto da moça no espelho. A carga de erotismo estava muito elevada e o jato veio intenso demais. Uma foda espetacular!

Como o tempo já estava no final, conversamos um pouco e nos preparamos para ir embora. Com absoluta certeza, se tivesse mais tempo, eu foderia mais, pois a moça, ao contrário do que eu temia, deu um show de performance em todos os quesitos. É uma pena que ela more tão longe, mas ficou um gostinho de quero mais no ar. Para meu deleite, ela também adora cervejas artesanais e ficamos de marcar para degustar uma Delirium Tremens. Só UMA mesmo, pois quando meu teor alcoólico ultrapassa um certo patamar, El Príncipe perde sua característica de rápida resposta a estímulos. Se é que me entendem... kkkkk!

Agora que voltaram dos Xvideos, vamos à carteira!


Rendimento da carteira de ações: +4,16%
Acumulado no ano: +1,33%

IBOV em fevereiro: +5,91%
Acumulado no ano: -1,28%

Fechamento positivo, muito por causa do último pregão. Os resultados anuais das empresas que divulgaram até agora não me animaram muito, mas ainda não há que se falar em venda. Fiz um aporte regular de R$ 6 mil e comprei as últimas 200 TBLE3 da carteira.

Evolução Patrimonial consolidada:



Boa evolução patrimonial de +5,49%, o que me deixou levemente acima, mas ainda desconfortavelmente colado na evolução projetada. Março será essencial para sabermos o rumo que o IBOV vai tomar, se confirma fundo ou se afunda de vez.

Resumo:
Aporte do mês: R$ 6 mil
Operações: Compra de 200 TBLE3 a R$ 34,04
Proventos: R$ 1.489,18 oriundos de TBLE3 e BBDC4 - média mensal em 2016 igual a 5,79% do salário - meta: 100%

Free - All Right Now

domingo, 31 de janeiro de 2016

Atualização Mensal - Janeiro de 2016 e TD com Pornstar Aline Rios

Mais uma gostosa para enriquecer o currículo d'El Rei

Salve confrades da Blogosfera Financeira e do Submundo Putanhístico!

O mês de janeiro exigiu sangue frio ao extremo para o pequeno investidor. Isso porque o Ibovespa chegou a cair mais de 10% ao longo do mês, o que certamente remeteu muitas pessoas aos idos de 2008, com o crash das bolsas mundiais e os pregões repletos de circuit breakers. Infelizmente, alguns colegas falharam, vendendo ativos e girando patrimônio, quando na verdade a hora é de migrar paulatinamente da RF para a RV. Putz, Bradesco a R$ 17,xx com lucros crescentes e margem de segurança superior a 100% é uma oportunidade clara de compra, uma das melhores atualmente, em minha singela opinião. Mas no final do mês, o índice deu um alívio, um repique esperado, o que não impediu um tremendo fechamento negativo de quase todas as carteiras.


Gráfico dolarizado do IBOV sugere teste importante da LTA de longo prazo. Em 50 anos, houve 4 grandes ciclos de alta e 3 de baixa, sendo o 4º ainda em formação. Estaríamos perto de uma virada histórica? O pessoal da Empirunukú tem razão? Hoje, no Globo Repórter!

No âmbito pessoal, ainda não consegui retomar satisfatoriamente a rotina de exercícios e dieta. Malhei apenas uma semana em janeiro e estou 4kg mais pesado, já sentindo as roupas mais apertadas (na região da cintura, obviamente). Após o carnaval, iniciarei a terapia com a psicóloga sem falta. Também sinto que estou postergando muitas tarefas e desejos em minha vida, algo que pretendo mudar em 2016. Darei andamento à minha bucket list, que foi publicada aqui.

Houve um TD com uma gata top bem interessante e famosa, por ser pornstar em ascensão. A Aline Rios já estava em minha fucking list há um bom tempo, mas eu sempre acabava preterindo-a por ser fiel à uma GP deliciosa à qual sou quase fixo há uns dois anos. Ocorre que essa minha favorita me deu uma sacaneada, o que me deixou bem chateado. Marcamos um mènage com a amiga maravilhosa dela. Seriam 4h de puro prazer e fornicação hardcore. Estava tudo certo para o encontro e parti para o local dela, dirigindo de forma alucinada com o pau quase rasgando a cueca de tanta ansiedade. Ao chegar, mandei whatsapp avisando antes de subir, como sempre faço. A mensagem não foi recebida. Estranhei. Nunca havia acontecido isso. Esperei alguns minutos e nada. "Deve ter sido problema no 3G" - pensei inocentemente. Mandei outra e nada do segundo tracinho aparecer. A bateria velha do celular em 30% e reduzindo rápido. "Caralho, sempre esqueço a porra do carregador!" - bradei em pensamento, já bolado demais. Não podia esperar muito, então mandei zap para a amiga dela. Recebo como resposta que ela estava ocupada no momento. COMO ASSIM????? Obviamente, não descarreguei a indignação na amiga dela, que não tinha culpa de nada. Eu sabia que levaria uma pisada na bola um dia, mas de uma TOP que fatura três vezes meu salário mensal e faz programas até no exterior?! Porra, onde estamos?!

Não tive alternativa e parti para o plano B antes que ficasse sem bateria. Não queria ir a termas. Mandei zap para cinco meninas inéditas, mas só duas responderam e não tinham mais horário para o dia. Compreensível, já que era noite. A Aline Rios aceitou marcar e foi muito atenciosa no pré-atendimento. Aceitou chegar em uma hora, mas se atrasou uma hora além do combinado. Ou seja, fiquei quase duas horas de bobeira no motel. Um pouco antes da moça chegar, a TOP me manda zap dizendo que eu podia subir... kkk! Depois percebeu a merda que fez e se desculpou, dizendo que colocara outro em meu lugar sem querer e que se confundira com o horário. Independente de ser ou não verdade, eu já estava puto e deixei clara a minha indignação.

A Aline chegou e é exatamente como nas fotos. É uma moça alta, cintura fina, pernas grossas e rosto marcante. Gostei muito dos cabelos longos e pretos. Chegou simpática, mas não consegui retribuir. Percebeu o clima e tentou amenizar, desculpando-se pelo atraso. Menti, dizendo que não tinha nada de mais e atribuí meu silêncio a timidez de um primeiro encontro. Não contei a ela que se tratava de um plano B para que não se sentisse desprestigiada. Ela foi se banhar e depois foi minha vez. Quase não conversamos. Quando voltei do banho, ela estava me esperando com uma lingerie que eu nem lembro direito agora. Ficou de joelho na cama e fui beijá-la. Puniu meu mal humor com um selinho e foi direto para o oral, o que eu não curti. Gosto de preliminares bem feitas e só parto para carícias nas genitálias após um tempo de interação e intimidade. Deitei-me e ela continuou os trabalhos, alternando entre olhadas sensuais (forçadas) para mim e para o espelho. O boquete estava gostoso. Ela estava sendo bem delicada e meiga. Tirou a roupa e aproveitei para acariciar sua vulva, que certamente estava lubrificada unicamente por ato reflexo e não excitação. Os seios da moça são naturais. Não são maravilhosos, mas não são feios e dá para chupar na boa. Pedi para ela cavalgar. Veio colocar a camisinha, mas doeu para caraleo. Desculpou-se e colocou de um jeito que não incomodou tanto. Não colocou KY como eu havia pedido por zap, mas a lubrificação natural foi suficiente. Cavalgou de frente, devagar e rebolando bastante. A poderosa é bem quente e apertada. O incômodo foi bem pequeno e estava curtindo bastante, conseguindo vislumbrar aquele mulherão enquanto segurava a ejaculação de forma heroica. Porém, ela toma a iniciativa de cavalgar de costas, sendo essa outra forma de punir-me, já que essa é a posição que as GPs adotam quando querem apressar o orgasmo dos clientes. Mesmo sentindo mais incômodo, a visão espetacular daquele rabo imenso me fez jatear em menos de trinta segundos, nessa que foi a única foda sem beijos que dei na vida. Um orgasmo lânguido, anêmico, rápido e sem um objetivo claro...

Sim, eu bombei este rabo!

Tomamos banhos separados. Ao voltarmos para o quarto, começamos a conversar. Mesmo com o primeiro tempo não muito a contento, senti as energias renovadas e já não estava mais mal humorado. Começamos a engatar assuntos interessantes e a moça foi se chegando mais. Ficamos bem juntinhos e abraçados, contando casos e dando risadas. Fui observar as tatuagens dela, que são várias. Quando peguei o pulso, ela escondeu e ficou incomodada. Disse que ali estava escrito um nome relacionado a uma história pessoal complicada. Percebi que a moça gostava de carinho e, por mais que tentasse esconder, era carente de afeto. Entendi que a falta de beijos era uma vã tentativa de não se envolver demais e se machucar novamente.

Pedi refeição e veio muito boa. A moça é boa de prato... kkk! Bucho cheio, hora de esvaziar o saco novamente. Fomos para a cama. Senti mais proximidade dela. Rolaram beijos, mas econômicos para meus padrões. Considerando o primeiro tempo, acho que foi até uma vitória. Deitei-a e fui explorar seu corpo. Chupei os peitos e e fui lamber la poderosa. Bonita, cheirosa e com um clitóris pequeno e delicado. Ela gemia baixinho e rebolava, esfregando a xoxota em minha cara. Achei que fosse gozar, mas ela logo interrompeu e pediu para mamar. Sem muitas novidades aqui: ora se olhava no espelho e ora me olhava (dessa vez, com mais sinceridade). Pedi camisinha e parti para o PPMM. Penetrei-a bem fundo, ritmando bombadas fortes com estocadas mais vagarosas. Fui retribuído com vários beijos, mas, como antes, sem muito envolvimento. Mas a moça gostou muito da meteção e me apertava forte contra o corpo dela, enlaçando-me com suas pernas grossas e saradas. Fiquei um bom tempo assim até que ela gozou de verdade! Ficou bem ruborizada e ofegante, o que faz um bem sem igual para autoestima de qualquer macho que se preze. Apesar de eu estar gostando, não sentia que o gozo estava por vir. Sim, a falta de preliminares e beijos envolventes é uma fator que limita meu tesão. Eu já sabia qual seria o desfecho e ele ocorreu. Após ficar vários minutos no PPMM, cansei e pedi para ela vir por cima. Sentou de costas para mim como antes, mas o gozo não vinha, até que rolou aquela paumolescência esperada. Sem nenhum constrangimento, retirei o preservativo e pedi para ela chupar. El Príncipe reagiu instantaneamente, mas não pedi mais camisinha, pois sabia que só gozaria com boquete e punheta. A moça mamou bastante e ficou visivelmente cansada. Ajudei-a, batendo punheta enquanto ela chupava minhas bolas. Finalmente, após vários minutos, dei uma bela ejaculada violenta e com pressão. Praticamente não senti incômodos nessa segunda foda, o que me deixou bem feliz.

Mais um pouco de conversa e o horário acabou. Banhos tomados, conta paga e despedimo-nos com um selinho. Considerei o TD positivo pelo fetiche de transar com uma atriz e pelo fato de a moça realmente ser bonita. O sexo em si foi sem grandes novidades e a falta de beijos mais quentes e demorados pode desagradar algumas pessoas. Daria nota 7/10 mais pela simpatia da moça e por ela me salvar de uma grande pisada na bola. Não devo repetir, pois estou em processo de reconciliação com a TOP. É, como diz o velho adágio: galinha de casa não se corre atrás!

Chega de putaria e vamos à carteira:



Rendimento da carteira de ações: -2,76%
Acumulado no ano: -2,76%

IBOV em janeiro: -6,79%
Acumulado no ano: -6,79%

O mês foi terrível e não vislumbro reversão. Acho que o mercado ainda deve cair mais um pouco, mas espero estar errado. Foram adquiridas mais 300 TBLE3 com um aporte conservador de R$ 5 mil. Todavia, a vitória ante o benchmark foi digna de nota. Dados de acordo com a planilha do ADP.

Evolução Patrimonial consolidada:


Ruim, muito ruim. Estou abaixo da evolução projetada e quase perdendo o patamar psicológico dos 500k. Considerando que já fiquei mais de R$ 200 mil acima da projeção, então dá para ter noção do estrago sofrido pela carteira nos últimos meses.

Resumo:
Aporte do mês: R$ 5 mil
Operações: Compra de 300 TBLE3 a R$ 31,41
Proventos: R$ 58,06 oriundos de BBDC4 - média mensal em 2016 igual a 0,43% do salário - meta: 100%

AC/DC - Rock 'n Roll Train

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Atualização Mensal - Dezembro de 2015


Caros confrades da Blogosfera Financeira e do Submundo Putanhístico,

Finalmente chegamos ao fim de 2015, esse ano de merda onde minha vida sofreu duros baques nas finanças, na saúde e nas relações pessoais. Até meu progresso na musculação teve de ser interrompido por motivos de saúde e acabei acumulando 4Kg de rabanada na pança. Em janeiro, voltarei firme e forte com a dieta e os exercícios. Ao menos não tenho do que reclamar das férias de fim de ano. Muita comida boa e cervejas artesanais, além de uma viagem bem divertida, onde fiz alguns novos amigos, inclusive um casado putanheiro que organiza festinhas calientes (ou surubas), tipo essas que vazam no Whatsapp de vez em quando... kkkk

Com a perda dos 45k, o IBOV tende a sofrer muito em 2016. Já em janeiro, o índice está tocando o fundo do canal de baixa de longo prazo, então pode ser que haja algum repique. Eu, particularmente, acho plausível o IBOV batendo os 35k em breve. Para quem gosta de gráficos, há um importante suporte histórico se aproximando (confira aqui).

A carteira d'El Rei terminou o ano assim:


Rendimento da carteira de ações: -4,26%
Acumulado no ano: -16,70%

IBOV em dezembro: -3,93% 
Acumulado no ano: -13,31%

O rendimento anual da carteira perdendo em cerca de 3% para o índice é algo preocupante. Vou monitorar isso ao longo de 2016, pois uma perda anual dessa magnitude não pode ser corriqueira, sob o risco de colocar em xeque qualquer estratégia de stock picking.

Evolução Patrimonial consolidada:

Clique para ampliar

Não houve aportes em dezembro. Em relação a proventos, o mês foi muito bom, pois recebi cerca de R$ 4.800 na conta. O dinheiro será reinvestido em janeiro, juntamente com o aporte, em TBLE3. O patrimônio anual caiu muito e agora está colado na meta.

Resumo:
Aporte do mês: ZERO
Operações: NENHUMA
Proventos: R$ 4.861,40 oriundos de BBDC4, VIVT3, TAEE11 e CCRO3 - média mensal em 2015 igual a 15,27% do salário - meta: 100%


Raimundos - Quero Ver o Oco